dez/09

Ficcionando Entrevista #008

Olá, queridas leitoras do Ficcionando.

Hoje vim trazer, com um pouquinho – ou bastante – atraso, a entrevista da autora destaque de OUTUBRO.

Motivos do atraso: eu mesma!

A entrevista ficou maravilhosa!!!! A Carol, autora de Vagalumes de Inverno, é uma fofa e queremos guardá-la num potinho!

  


  
⦁ Ficcionando Pergunta: Como foi descobrir que você seria a autora destaque de Outubro no Ficcionando?

Carol: Confesso que surpreendente! Eu não estava nada à espera e quando me foi dito, a primeira coisa que fiz foi contar há minha mãe, que acreditem ou não, é a fã número um de Vagalumes de Inverno.
Eu fiquei surpresa principalmente porque eu sou portuguesa e, apesar de a nossa língua ser a mesma, sei que na escrita há uma diferença muito grande, com a qual, muitas vezes entrei em conflito na hora de escrever. Mas acima de tudo, foi e é uma honra poder ser escolhida 🙂

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Há quanto tempo você escreve? Como começou?

Carol: A resposta a essa primeira pergunta costuma surpreender um pouco as pessoas, porque eu não descobri o meu gosto pela escrita muito cedo, eu tinha já 16 anos quando descobri o mundo das fanfics. Cá em Portugal não há assim tanta repercussão nesse sentido e como quase todas as escritoras, eu comecei por ser apenas uma leitora. Foi com 17 que a vontade de escrever surgiu e desde aí, nunca mais parei.
O meu processo de escrita começou depois de ganhar uma boa dose de inspiração, de outras fanfics e alguns livros. A verdade é que eu sou o tipo de pessoa que sem inspiração (seja de que forma for), não consegue escrever. E por esse mesmo motivo, sou instável, tanto consigo escrever um capítulo inteiro num dia, como posso levar semanas para escrever duas páginas.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Você tem algum tipo de rotina na hora de escrever? Como um horário, um lugar, uma trilha sonora ou algum tipo de aquecimento?

Carol: Na verdade não, sou bastante espontânea e confesso que já aconteceu mais que uma vez de acordar a meio da madrugada com uma ideia mirabolante ahah.
Quanto a local para escrever, não tenho nenhum espaço específico, apesar de o meu quarto, ser o local onde mais vezes escrevo. Fora isso, o silêncio é crucial, não consigo escrever se tiver alguém ou alguma coisa que me distraia, tem de ser um momento apenas comigo mesma, ainda que considere a música uma grande aliada em certas alturas.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Como surgiu a ideia para Vagalumes de Inverno?

Carol: Vagalumes de Inverno surgiu do meu inconsciente mesmo, há 3 anos atrás.
Eu sempre li fanfics estilo Holly Fool, Psicose e Pull Me In. Ou seja, restritas e com um caris sexual e pesado, porque sempre foi o estilo de fic que mais me atraiu, ainda que VDI não tenha nada a ver com nenhuma delas e penso que foi por esse mesmo motivo que senti a necessidade de criar algo que eu nunca antes tinha lido.
Escrever VDI é um desafio, na verdade, ainda que desde o primeiro dia que escrevi, tivesse já a perfeita noção de como iria a acabar a história, eu nunca consegui escrever um capítulo inteiro, sem encontrar dificuldades.
Sou bastante metódica quando escrevo e penso imenso nas palavras que devo ou não usar. Como as minhas personagens também foram bastante estudadas, antes mesmo de começar a escrever a fanfic, eu tenho muitos momentos de pausa e reflexão, acerca de situações que se vão desenrolando ao longo da história.
“Como é que o Eros iria reagir?”
“O que iria ele dizer?”
“Porque é que faria isso ou aquilo?”
Enfim, são perguntas que faço a mim mesma, várias vezes, mas que também me ajudam a perceber melhor as personagens.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Se inspira ou já se inspirou em alguma situação real ou pessoa para criar suas histórias e personagens?

Carol: Não me inspirei em nada nem em ninguém eu confesso. Vagalumes de Inverno, surgiu da noite para o dia na minha cabeça. Não foi nada, nem ninguém que me influenciou na história, mas há sim uma curiosidade acerca da minha fanfic.
Recentemente eu passei por certas situações na minha vida que me deixaram um tanto quanto surpresa-chocada-e-entusiasmada. É tudo muito fresco ainda, e talvez seja essa a razão pela qual eu ainda estou meia a desacreditar, mas eu tenho passado por situações e experiências praticamente iguais a algumas que descrevi ao escrever esta história e sinto agora como se muito daquilo que escrevi, fosse uma premonição.
Eu sei que soa meio louco, mas eu sou meio louca e não há nada que possa fazer a respeito ahah.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Qual sua maior dificuldade e facilidade na hora de escrever?
Carol: Como já referi em respostas anteriores, penso que o fato de ser portuguesa e procurar um balanço entre o português de Portugal e o português do Brasil, é um desafio, assim como todas as minhas questões acerca das personagens e como elas se iriam comportar.
Fora isso, a minha maior dificuldade é a busca da motivação certa e constante, para não perder o entusiasmo na escrita. Sou o tipo de escritora que gosta e precisa de estar em contacto com as suas leitoras, constantemente, sou bastante receptiva a opiniões e críticas e acho que são elas que mais me movem e motivam a escrever.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Qual dica você gostaria de ter recebido quando começou a escrever?

Carol: De momento não penso em nada, mas gostava de ter sabido melhor como divulgar o meu trabalho e torna-lo mais conhecido.

  
⦁ Ficcionando Pergunta: Para finalizar, deixe um recado para seus leitores e um convite para quem ainda não conhece Vagalumes de Inverno.

Carol: Antes de mais, eu quero agradecer às minhas meninas, elas são uns amores que me apoiam e me fazem acreditar no verdadeiro valor desta minha história, sem elas eu penso que VDI já não estaria em lugar nenhum, sequer no meu computador.
Quanto aos leitores que ainda não conhecem o meu trabalho, eu quero fazer um apelo para que todos me deem a chance de mostrar o que é escrever sobre a cidade encantadora de Fireflies Place, que esconde tantos mistérios e segredos. Adoraria poder partilhar esta minha paixão com mais pessoas que tal como eu, acredito que iam saber valorizar este trabalho, ao qual eu deposito muito amor.
Enfim, não tenho muito mais a acrescentar, apenas um último obrigada, a todas as leitoras e em especial à equipa do Ficcionando que acreditou na minha fanfic, quando eu já não acreditava e veio-me procurar, a pedir que voltasse a publicar a história. Obrigada de coração <3 XX Carol   


  

   Nina/Carol é autora de Vagalumes de Inverno, e também Autora Destaque de Outubro no Ficcionando.

Postado por Ficcionando em 09,dezembro,2016---Sem Coment|Categoria: Entrevista


0 Coment.

Comente aqui!


FICCIONANDO |TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | 2015